Diferença entre audição e escuta (com tabela)

É o ouvido que atua como meio para absorver as ondas sonoras e passá-las ao cérebro para percebê-las e decifrá-las. Sem o ouvido, um indivíduo não consegue ouvir nenhum som. Somente quando tivermos a capacidade de ouvir, isso nos ajudará a nos comunicarmos corretamente. Conseqüentemente, o ouvido desempenha um papel vital na maneira como nos comunicamos com o mundo exterior. E ouvir é um dos sentidos mais importantes que possuímos.

Existem dois conceitos diferentes envolvidos quando se trata da atividade de perceber essas ondas sonoras. Um está ouvindo e o outro está ouvindo. A audição é a capacidade inerente do indivíduo de distinguir um som. É tudo sobre o potencial inerente do indivíduo para reconhecer o som. Pode não ser correto dizer que o indivíduo compreendeu apenas as informações transmitidas no contexto da audição.

Audição vs Escuta

A diferença entre ouvir e ouvir é que ouvir trata de compreender ou perceber as ondas sonoras, o que tem um significado profundo. Mas este não é o caso da audiência, porque não temos conhecimento do que foi transmitido.

Ouvir requer nosso foco e atenção para compreender as coisas que ouvimos. Nenhum esforço é feito por um indivíduo para ouvir, pois é um processo involuntário, mas requer esforço para ouvir, pois este é um processo voluntário feito pelo indivíduo. O cérebro decifra e entende as ondas sonoras recebidas e uma decisão apropriada é tomada.

Tabela de comparação entre audição e escuta

Parâmetro de ComparaçãoAudiçãoOuvindo
DefiniçãoRefere-se à habilidade natural de um indivíduo de receber e perceber as ondas de pressão (som) com o auxílio dos ouvidos.Refere-se ao processo consciente realizado pelo indivíduo ao receber o som, prestando atenção e compreendendo-o.
ProcessoProcesso involuntário (passivo).Processo voluntário (ativo).
CaracterísticasÉ uma habilidade inerente.É uma habilidade a ser aprendida que vem com a prática.
Prestando atençãoNão é necessário prestar atenção, pois a audição ocorre naturalmente.É essencial prestar atenção enquanto o indivíduo tenta compreender e agir sobre o que está sendo ouvido.
Ocorre emIsso acontece no estado subconsciente.Isso ocorre no estado consciente.
NaturezaEstado fisiológico.Estado psicológico.

O que é audição?

A audição é a habilidade natural de um indivíduo de perceber e receber sons com a ajuda do ouvido. Permanece como um processo natural, a menos que um indivíduo seja afetado por qualquer problema de deficiência auditiva. A audição é um dos cinco sentidos importantes para qualquer indivíduo. Ouvir não é um processo forçado. Ocorre continuamente sem a intervenção do indivíduo. Acontece por conta própria.

Assim, a audição pode ser considerada um processo involuntário. Nenhum esforço é feito pelo indivíduo para ativar ou atingir o estado de audição. Tudo o que é necessário é o nosso órgão dos sentidos, ou seja, o ouvido para receber as ondas sonoras. Ouvimos diferentes sons e ondas de pressão em nossa vida diária. Mas nem todas as ondas sonoras são decifradas e reconhecidas por nosso cérebro.

Os seres humanos podem ouvir ondas sonoras de uma determinada frequência apenas. A faixa audível está entre vinte e vinte mil hertz (hertz é a unidade de freqüência). A frequência abaixo de vinte é chamada de infra-sônica e a frequência acima de vinte mil hertz pertence à faixa do ultrassom. Nem ultrassônico nem infra-sônico permanecem audíveis ao ouvido humano.

O que é ouvir?

A audição atua como a porta de entrada para ouvir. Ouvir é o processo pelo qual as ondas sonoras são reconhecidas e decifradas pelo cérebro. Isso só acontece quando começamos a prestar atenção nas ondas sonoras que recebemos. Portanto, ouvir acaba sendo um processo voluntário. É algo de que precisamos estar conscientemente atentos, para interpretar as ondas sonoras.

Ouvir não é um processo contínuo. Requer atenção e concentração no que ouvimos. Uma vez que nossa mente tende a se distrair facilmente para pequenas coisas, ouvir só pode ser adquirido por meio da prática constante. É uma habilidade que pode ser aprendida e fortalecida à medida que continuamos trabalhando nela. Assim, ouvir pode ser denominado como um processo voluntário realizado pelo indivíduo.

Existem dois tipos de escuta. Um é a escuta ativa e o outro é a escuta passiva. Como o nome sugere, a escuta ativa envolve a participação ativa do indivíduo. O ouvinte ativo não apenas escuta, mas também contribui para a conversa participando de discussões, fazendo perguntas, etc ... Já o ouvinte passivo não se envolve em nenhuma contribuição para a conversa.

Principais diferenças entre audição e escuta

  1. A audição é um processo primário realizado sem qualquer intervenção do indivíduo. Mas a escuta ocorre apenas quando o indivíduo se esforça prestando atenção às ondas sonoras recebidas.
  2. A audição pode ou não desempenhar um papel vital no desenvolvimento do relacionamento. Ouvir é considerado um dos fatores importantes para um relacionamento e comunicação saudáveis.
  3. A audição ocorre ao longo do dia, pois nenhuma ação é exigida do indivíduo para manter ou continuar o processo. Já ouvir é um estado temporário, pois é necessário muito esforço para permanecer sem se distrair.
  4. Ouvir é uma característica inata, enquanto ouvir é uma habilidade que só pode ser dominada por meio de esforço contínuo.
  5. Ouvir requer apenas um sentido, enquanto ouvir requer a ação de mais um sentido para compreender a conversa ou o que o falante diz.
  6. A audição é um processo fisiológico que ocorre com o auxílio do ouvido. Já a escuta é um processo psicológico, o que significa que ocorre apenas quando o indivíduo está consciente da atividade.

Conclusão

Ouvir depende de ouvir, pois as ondas sonoras podem ser compreendidas apenas quando as recebemos. O recebimento ocorre naturalmente, pois ouvir é um processo involuntário. Embora ouvir possa ser um atributo comum, ouvir é um talento dominado apenas por alguns.

Referências

  1. https://www.uopeople.edu/blog/hearing-vs-listening/
x
2D vs 3D