Diferença entre referência e revisão (com tabela)

O sistema judicial é um dos maiores pilares da democracia. Este sistema é projetado para servir às pessoas com igual justiça. Por isso, está pensado de tal forma que qualquer erro humano pode ser retificado e o triunfo da verdade sempre se reflete no julgamento.

Referência e revisão são dois procedimentos judiciais que trazem justiça ao sistema de justiça. Com a implementação desses dois procedimentos civis, todos os casos podem ser tratados de forma justa. Embora ambos os procedimentos façam parte do sistema judicial, não são iguais.

O procedimento para referência e revisão é completamente diferente, e a implementação desses procedimentos depende de diferentes circunstâncias.

Referência x revisão

A diferença entre Referência e Revisão é que a referência é um procedimento judicial pelo qual o tribunal subordinado busca esclarecimentos do tribunal superior quando a questão de validade ascende sobre a provisão de qualquer ato, enquanto por meio da petição de revisão a parte prejudicada busca o reexame do caso.


 

Tabela de comparação entre referência e revisão (na forma tabular)

Parâmetro de ComparaçãoReferênciaReveja
Quem pode se inscreverApenas um tribunal subordinado pode solicitar a referência.A parte prejudicada que foi afetada pelo decreto pode solicitar a revisão do caso.
Para onde procederPara o tribunal superior.Para o mesmo tribunal onde o decreto foi aprovado.
MotivosQuando a questão de validade sobe sobre a disposição de qualquer ato, portaria ou regulamento.Por erro na face do registro, encontrar novas evidências ou qualquer outro motivo satisfatório.
ProvisãoA disposição de referência é a seção 113 e a ordem 46 do código de processo civil.A disposição para revisão é a seção 114 e a ordem 47 do código de processo civil.
Quando ser feitoReferência a ser feita durante a pendência da caixa.Após o julgamento ou decreto ter sido aprovado.

 

O que é referência?

A referência é um procedimento legal em que o tribunal subordinado pede esclarecimentos ao tribunal superior envolvendo uma questão de direito.

Devido às circunstâncias individuais, cada processo judicial é diferente um do outro. Por este motivo, não existe uma resolução unificada que não é possível para todos os casos. Freqüentemente, em alguns processos judiciais, surgem algumas questões jurídicas que exigem esclarecimentos adicionais por parte do tribunal superior. Quando um tribunal subordinado encaminha a questão ao tribunal superior, é comumente conhecido como uma referência.

A objetividade do pedido é obter esclarecimentos do tribunal superior antes de proferir qualquer decisão sobre o processo judicial. Ajuda o tribunal a evitar erros no julgamento. Aqui, o tribunal superior detém o direito de interpretar a disposição legislativa.

No entanto, o tribunal subordinado não remete todos os casos ao tribunal superior. O caso deve cumprir alguns requisitos antes de ir para referência. O tribunal superior tem autoridade para alterar ou cancelar qualquer decreto feito pelo tribunal.

Apenas o juiz civil pode referir-se a um caso. Pode ser feito mediante recurso de uma das partes ou o tribunal também pode fazê-lo através do processo “suo motu”. No entanto, uma pessoa designada ou um tribunal não detém o direito de referência.

 

O que é revisão?

A revisão é um processo judicial pelo qual o tribunal reexamina o caso. Normalmente é o processo feito no mesmo tribunal, onde o mesmo juiz reavalia novas provas e erros jurídicos.

De acordo com a lei, a justiça deve estar acima de tudo. Portanto, o tribunal sempre tenta evitar erros de julgamento. A revisão é um processo que permite a correção do erro humano para que uma pessoa inocente não se torne vítima dele.

O processo de revisão pode começar por alguns motivos. Para iniciar o processo de revisão, o caso deve ter encontrado evidências, erro em algum registro ou quaisquer outros motivos importantes.

O processo de revisão só pode ser feito após a aprovação da sentença ou decreto. Após receber a cópia da sentença, a parte prejudicada pode apelar do processo de revisão com os motivos suficientes.

Para iniciar o processo de revisão, o advogado deve utilizar o disposto no artigo 114 e no despacho 47 do Código de Processo Civil.


Principais diferenças entre referência e revisão

  1. Por meio do processo de referência, o tribunal subordinado busca esclarecimentos ao tribunal superior sobre qualquer disposição da lei. Mas, por meio do processo de revisão, a parte prejudicada busca justiça no mesmo tribunal.
  2. O processo de referência é a comunicação entre o tribunal subordinado e o tribunal superior. O processo de revisão é uma petição para reexaminar o caso à luz de novas evidências ou erro anterior.
  3. A base para referência somente surge quando uma questão de validade surge sobre a provisão de qualquer ato, decreto ou regulamento. Enquanto o terreno para revisão surge com a descoberta de qualquer nova evidência ou qualquer outro motivo satisfatório.
  4. O pedido de reenvio só pode ser feito nos termos da cláusula 113 e despacho 46. Porém, o pedido de revisão pode ser feito ao abrigo da cláusula 114 e despacho 47.
  5. O trâmite para a referência pode iniciar durante a pendência do caso. De acordo com a lei, isso deve ser feito antes de qualquer julgamento ou decreto. No entanto, o processo de revisão só pode ser feito após o juiz ter proferido a sentença ou decreto contra a parte prejudicada.

 

Conclusão

A referência e revisão são procedimentos muito importantes para o sistema judicial. Ambas as ferramentas trazem justiça ao caso e o tornam livre de erros. Com a ajuda deles, a justiça pode ser cumprida com o propósito pretendido.

No entanto, é importante diferenciar esses dois procedimentos e aplicá-los de acordo com os fins pretendidos. O procedimento para referência somente surge quando uma questão de legitimidade surge nos termos de qualquer ato, decreto ou regulamento. Enquanto uma parte injustamente afetada pode trazer novas evidências para o caso e apelar ao tribunal para revisar o caso à luz do novo caso.

A implementação correta desses dois procedimentos dá ao caso sua justiça e cria confiança entre os cidadãos comuns para o sistema judicial.


Referências

  1. https://www.legalaid.wa.gov.au/find-legal-answers/crime/going-court-criminal-charge/references-court#:~:text=A%20character%20reference%20written%20by,deciding%20what%20penalty%20to%20give.
  2. https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=2169967#:~:text=Any%20party%20aggrieved%20by%20an,grounds%20for%20review%20are%20limited.
x
2D vs 3D