Diferença entre vantagem competitiva e competência central (com tabela)

Vantagem competitiva e competência central são conceitos interligados que se concentram em ajudar as empresas a obter uma posição melhor no mercado e aumentar seus lucros. Refere-se a um conjunto específico de habilidades ou conhecimentos que são exclusivos de uma empresa e que não são fáceis de serem reproduzidos pelos rivais.

Quando uma empresa alcança uma vantagem sobre suas rivais devido a algum fator que a permite trabalhar com mais eficiência, produzir produtos de qualidade superior e aumentar os lucros, diz-se que ganhou uma vantagem competitiva.

Isso pode ser feito colocando foco na estrutura de preços, controle de qualidade, branding, etc. Ter uma competência central geralmente, mas nem sempre, leva à criação de uma vantagem competitiva contínua para a empresa.

Vantagem competitiva vs competência central

o diferença entre Vantagem Competitiva e Competência Central é que a vantagem competitiva se refere a um ponto forte de uma empresa para ter um desempenho melhor do que seus rivais. Competência central refere-se a conhecimentos, habilidades ou tecnologias particulares que os concorrentes não podem seguir.

A vantagem competitiva é útil para a força competitiva contra os concorrentes, enquanto a competência essencial é a excelência em vários negócios e produtos.

Tabela de comparação entre vantagem competitiva e competência central

Parâmetro de ComparaçãoVantagem competitivaCompetência central
DefiniçãoCondições que colocam uma empresa em uma posição favorável em relação a seus rivaisConjunto específico de habilidades ou conhecimentos exclusivos de uma empresa
EscopoLimitadoFar Reaching
DuraçãoMedida de curto prazoMedida de longo prazo
MercadoColoca a empresa sobre os rivais em um mercado específicoPermite que a empresa ganhe presença em vários mercados

O que é uma vantagem competitiva?

Existem muitos fatores que podem ser corretamente chamados de vantagens competitivas. Tudo, desde maiores lucros, produção mais barata por meio da terceirização de mão de obra, até o prestígio da marca, pode cair nessa definição.

Uma empresa terá uma vantagem competitiva quando se encontrar em uma posição que a torne superior às suas rivais no mercado.

Michael Porter, um professor da Harvard Business School, em seu famoso livro 'Competitive Advantage', classificou-o em dois tipos - custo e diferencial.

Uma vantagem de custo é alcançada quando uma empresa é capaz de trabalhar com eficiência e reduzir os custos de produção. Isso aumenta os lucros da empresa, pois eles podem vender o produto pelo mesmo preço que seus concorrentes, mas gastam menos na sua produção.

Maiores margens de lucro também podem levar a uma redução nos preços, criando uma base maior de clientes para a empresa, pois os consumidores preferirão opções mais baratas.

A vantagem de custo pode ser alcançada por meio de técnicas como encontrar locais de fabricação favoráveis e investimento em P&D. A vantagem diferencial surge quando uma empresa tem algo a oferecer que é único ou superior aos bens e serviços oferecidos pelos concorrentes.

O produto deve ser tal que os consumidores sejam capazes de reconhecer sua superioridade e achar que vale a pena pagar um preço alto por ele.

Melhorar a durabilidade dos produtos, oferecer um atendimento de qualidade e aumentar os níveis de segurança são alguns exemplos de como uma vantagem diferencial pode ser alcançada. Além dessa categorização, Porter também definiu três estratégias genéricas pelas quais as empresas podem obter uma vantagem competitiva.

  1. O primeiro é a liderança de custos, que envolve a redução dos custos de produção e aumento da participação de mercado por meio de preços mais baixos.
  2. Em segundo lugar, está a estratégia de diferenciação, que exige que as empresas tornem seus produtos e serviços únicos em relação aos concorrentes, fornecendo melhores especificações, atendimento ao cliente etc. e usando técnicas de marketing inovadoras.
  3. A terceira estratégia preconizada por Porter é a estratégia Focus, que consiste em concentrar os esforços da empresa no entendimento de um determinado nicho de mercado e de todas as suas necessidades.

Então, uma estratégia de custo ou diferenciação feita sob medida para esse mercado pode ser adotada. As empresas são aconselhadas a calcular qual estratégia funciona melhor para elas, conduzindo um SWOT, bem como uma Análise das Cinco Forças, e comparando os resultados das duas.

A desvantagem da vantagem competitiva é que os fatores que facilitam essa vantagem também podem ser facilmente adotados por outras empresas, por isso é difícil de sustentar.

O que é competência central?

Em um artigo na Harvard Business Review de 1990, o conceito de competência central foi apresentado pelos professores Gary Hamel e CK Prahalad, que o definiram como 'uma combinação harmonizada de vários recursos e habilidades que distinguem uma empresa no mercado'.

Em essência, competência essencial se refere a um conjunto particular de habilidades ou estratégias que diferenciam uma empresa de seus rivais. De acordo com Hamel e Prahalad, existem três características que podem ser usadas para identificar uma competência essencial.

Em primeiro lugar, a empresa deve ser capaz de fornecer acesso potencial a uma ampla variedade de mercados. As competências e tecnologias desenvolvidas pela empresa devem ser tais que a empresa seja capaz de diversificar seus produtos de acordo com as necessidades e mudanças do mercado.

Em segundo lugar, a empresa deve dar uma contribuição significativa para os benefícios percebidos do produto final para o cliente. Em todos os momentos, as necessidades do cliente e a necessidade de tornar o produto visivelmente único e superior a eles devem ser mantidas em mente.

E em terceiro lugar, deve ser difícil para os concorrentes imitarem. A exclusividade é uma necessidade fundamental para atingir a competência essencial porque, se o produto da empresa puder ser reproduzido com facilidade, eles continuarão a perder clientes para seus rivais.

Ao isolar os pontos fortes da empresa e investir em seu desenvolvimento, a empresa pode construir as habilidades necessárias para torná-los únicos.

Os especialistas até argumentam que uma empresa deve terceirizar todo o trabalho não essencial para se concentrar mais profundamente nas competências essenciais. É essencial continuar trabalhando neles para não deixar espaço para competição.

As empresas podem criar uma vantagem competitiva sustentada e contínua descobrindo quais são suas competências e usando-as para criar mais valor aos olhos dos consumidores.

Todas as estratégias devem ser decididas levando-se em consideração esses pontos fortes para tornar o trabalho da empresa mais estruturado.

Principais diferenças entre vantagem competitiva e competência central

  1. Uma vantagem competitiva é obtida quando uma empresa atinge uma posição favorável em termos de qualidade, lucros, etc. sobre seus rivais.
  2. Competência central é um conjunto particular de habilidades ou conhecimentos exclusivos de uma empresa.
  3. Os rivais também podem adotar os mesmos métodos para obter vantagem competitiva, portanto, é apenas uma medida de curto prazo para obter sucesso.
  4. A competência central de uma empresa é marcada por sua singularidade e é difícil de imitar, portanto, é uma medida de longo prazo para obter sucesso.
  5. As competências essenciais podem ser usadas para criar vantagem competitiva sustentada.

Conclusão

As vantagens competitivas permitem que as empresas obtenham uma posição firme no mercado, mas não podem ser sustentadas por muito tempo sem que os rivais imitem essas práticas.

As competências essenciais, por outro lado, são exclusivas de uma empresa e também podem auxiliá-las na construção de uma vantagem competitiva sustentável.

Além disso, as competências essenciais também permitem que as empresas expandam sua presença em vários mercados. Ambos os conceitos são essenciais para a estratégia de negócios.

Referências

  1. https://giftsociety.org/download/gift-journal/3-4.pdf#page=26
  2. https://ieeexplore.ieee.org/abstract/document/985745/