Diferença entre sonho e imaginação (com mesa)

Sonho e imaginação são duas palavras intimamente relacionadas. No entanto, também existe uma distinção fundamental entre eles. Ambos os atos, imaginação e sonho, definem processos mentais, produtos da mente de um indivíduo, estado. No entanto, ambos os atos são experimentais por característica. Ambos os atos não são influenciados ou baseados na realidade. Eles dependem apenas da criatividade e da capacidade de uma pessoa. Assim, estudaremos as diferenças entre dois termos intimamente relacionados, sonho e imaginação.

Sonho vs imaginação

A diferença entre sonho e imaginação é que o sonho geralmente ocorre quando a pessoa está dormindo ou em um estado de subconsciência extra. Por outro lado, uma pessoa só pode imaginar coisas quando está em um estado mental puramente consciente. O sonho e a imaginação são geralmente considerados como dois atos criativos. Tanto o sonho quanto a imaginação podem ser expressos, e mesmo a produção ou o resultado podem ser extraídos deles.

Os sonhos são eventos inconscientes. Às vezes, eles também podem ser inspirados e influenciados por qualquer fator físico. Eles geralmente aparecem quando uma pessoa está dormindo. Os sonhos são geralmente considerados um ato de autorreflexão. O que as pessoas pensam, geralmente sonham. Em casos, os casos são interpretados e um sentido também pode ser extraído deles. Durante o sono, nem todas as pessoas que dormem sonham. Depois de alguns dias, os indivíduos não conseguem se lembrar das lembranças dos sonhos que viram durante o sono.

A imaginação é um evento puramente consciente. Geralmente ocorre quando a mente é constantemente alimentada com inspiração externa e interna ou estímulo. A imaginação geralmente é feita em um estado mental consciente. É um método de experimentação consecutiva e, às vezes, uma espécie de exercício. O ato da imaginação não é tratado como é, e freqüentemente nenhum interesse ou ênfase é colocado nele. A imaginação pode ser feita por qualquer pessoa e um ato voluntário. As pessoas que imaginam coisas sempre podem se lembrar do que imaginaram.

Tabela de comparação entre sonho e imaginação

Parâmetros de comparaçãoSonheImaginação
Retenção de memóriaPessoas que sonham esquecem a memória mais rápido. A memória da imaginação não se apaga facilmente.
Ato voluntárioSonhar é um ato não voluntário. A imaginação é um ato voluntário.
InterpretaçãoInterpretado, e o sentido é extraído dele.Não é tratado como é. Nenhum interesse ou ênfase é dado.
TipoTipo de autorreflexão. Tipo de exercício, método de experimentação constante
Estado de espiritoA mente subconsciente, dormindo.O estado de espírito puramente consciente.
Tipo de eventoEventos inconscientes, inspirados e influenciados por fatores físicos.No evento consciente, a mente está ativa.

O que é sonho?

Um sonho pode ser considerado uma sucessão de ideias, imagens, sensações e emoções. Esses sentimentos geralmente ocorrem durante certos estágios do sono como uma ação involuntária na mente. A função e o conteúdo dos sonhos não foram totalmente compreendidos. Esses tópicos são religião, filosofia e ciência ao longo da história registrada.

A interpretação dos sonhos é uma tentativa de extrair significado e analisar temas dos sonhos e da mensagem oculta que eles transmitem. O estudo dos sonhos de maneira científica é denominado onirologia. Quando a atividade do cérebro é alta durante o sono e se assemelha a um estado de vigília, ocorrem os sonhos. São movimentos rápidos dos olhos.

O que é imaginação?

A imaginação é o potencial para estimular e produzir novas sensações, ideias e objetivos em mente. No entanto, não há envolvimento repentino dos sentidos na imaginação. É um ato em que as experiências são formadas na mente de uma pessoa. As imagens formadas podem ser cruas ou podem ser recriações de acontecimentos passados. A imaginação pode ser baseada em cenas fantásticas ou totalmente inventada pela mente. Às vezes, eles acontecem como uma fantasia pessoal também.

A imaginação é importante, pois ajuda a tornar o conhecimento aplicável enquanto resolve os problemas mais difíceis. Também é fundamental durante o processo de aprendizagem e integração de experiências. A imaginação gradualmente se transforma em uma narrativa narrativa. A narrativa pode ser incomparável quando as palavras são escolhidas com o máximo cuidado e podem evocar mundos mais tarde.

Principais diferenças entre sonho e imaginação

  1. Os sonhos são eventos inconscientes e às vezes também podem ser inspirados e influenciados por fatores físicos. Por outro lado, a imaginação é um evento consciente. Geralmente ocorre quando a mente é alimentada por inspiração ou estímulo interno ou externo.
  2. Os sonhos aparecem quando uma pessoa está dormindo. Por outro lado, a imaginação acontece em um estado mental consciente.
  3. Os sonhos são geralmente vistos como um tipo de autorreflexão. O que você pensa, você sonha. Por outro lado, a imaginação é um método de experimentação constante ou uma espécie de exercício.
  4. Os sonhos podem ser interpretados ou um sentido pode ser extraído deles. Por outro lado, a imaginação não é tratada como é e, muitas vezes, também não há interesse nela.
  5. Nem todas as pessoas que dormem conseguem ter sonhos enquanto dormem. No entanto, a imaginação é um ato voluntário, pode ser feito por qualquer pessoa.
  6. Algumas pessoas não conseguem reter a memória do sonho que viram enquanto dormiam, alguns dias após o incidente. No entanto, as pessoas que estão imaginando coisas podem sempre se lembrar do que estavam fazendo.

Conclusão

Imaginação e sonho são freqüentemente usados de forma intercambiável e confundidos um com o outro. A principal razão por trás disso ser, eles existem em contextos semelhantes, ou seja, a mente mental. Normalmente, sonho e imaginação influenciam um ao outro. Às vezes, eles são influenciados pelo envolvimento dos cinco sentidos pelos fatores ambientais circundantes.

No entanto, existe uma linha tênue entre esses dois conceitos. A imaginação é geralmente um ato ou potencial possuído por uma pessoa para formar ou criar imagens mentais, sons, imagens ou qualquer coisa que seja orientada para a realidade. Freqüentemente, usa inspiração ou estímulo para se fortalecer.

Por outro lado, quando uma série de certas habilidades sensoriais se acumulam, ela forma sonhos no estado da mente inconsciente ou durante o sono. É também um tipo de autorreflexão. Às vezes, eles são baseados em temas mágicos, aventurosos, sexuais e assustadores também.

Referências

  1. https://www.jstor.org/stable/2868739
  2. https://psycnet.apa.org/record/1987-33166-001