O que é auditoria? | Definição, História, Metas e Trabalho

A auditoria, um componente essencial da prática contábil, é um processo que envolve examinar e inspecionar as atividades, registros e operações de uma organização para verificar a conformidade com a estrutura organizacional estabelecida ou padrão e os requisitos regulamentares.

 Apesar de ser um grampo da contabilidade, difere na medida em que esta se preocupa em gerar e manter os relatórios financeiros de uma organização ou negócio. 

Em contrapartida, a Auditoria se preocupa em verificar, verificar e avaliar a exatidão das demonstrações financeiras geradas por meio da contabilidade.

Origem e evolução da auditoria

A auditoria como processo ou prática é tão antiga quanto a contabilidade. Ambos traçam sua origem nas antigas civilizações da Mesopotâmia, Egito, Grécia, Roma e Índia. 

Enquanto textos antigos como os Vedas fornecem uma breve referência à tarefa de Contabilidade e Auditoria, o Arthashastra de Kautilya apresenta uma descrição detalhada de Contabilidade e Auditoria.

Deve-se notar que o termo 'Auditoria' deriva da palavra latina 'Audire ' significando ouvir ou escutar. Anteriormente, os auditores costumavam ouvir a leitura do contador das contas para verificar sua exatidão e evitar fraudes e erros.

No entanto, a Auditoria começou a assumir sua forma atual no século XVIII, quando a Revolução Industrial deu origem às sociedades anônimas caracterizadas pela separação da propriedade e da gestão. 

Sendo os stakeholders os verdadeiros donos da empresa, a Auditoria tornou-se cada vez mais um instrumento essencial para a verificação da atividade administrativa dos gestores da empresa.

Consequentemente, os objetivos da Auditoria passaram da mera detecção de fraudes e erros para a verificação de que as contas eram justas e confiáveis.

Para garantir que os esforços financeiros de uma organização sejam retratados de maneira justa, o Comitê de Normas Internacionais de Contabilidade estabeleceu normas específicas de auditoria e práticas contábeis para orientar as atividades diárias dos Auditores e Contadores, respectivamente. 

Além disso, o advento dos computadores aprimorou ainda mais os sistemas de contabilidade e auditoria.

Objetivos de Auditoria

Existem basicamente dois objetivos de auditoria.

  1. Objetivo primário: O principal objetivo da Auditoria é promover a eficiência e precisão, verificando se o balanço e contas de ganhos e perdas apresentados pelos gestores da organização são justos e fiáveis ou não.
  2. Objetivo secundário: Também conhecido como objetivo incidental, por ser concomitante ao cumprimento da meta principal, inclui:
  • Exposição e prevenção de fraudes, e
  • Divulgação e prevenção de erros.

Como é feita a auditoria?

Por ser um processo rigoroso, a auditoria ajuda a descobrir a situação financeira real de uma organização. No entanto, o escopo de uma auditoria difere de acordo com o tamanho e as necessidades da organização. Conseqüentemente, as etapas a seguir são seguidas pelo auditor durante um processo de auditoria.

  1. Registros financeiros exigentes: Uma vez que a organização tenha sido notificada sobre a auditoria, o auditor pode indagar sobre os registros financeiros listados em uma lista de verificação preliminar de auditoria. Esses registros podem incluir livros-razão, recibos, extratos bancários originais e cópias dos relatórios de auditoria anteriores. Além disso, o auditor também pode solicitar organogramas, acompanhados de cópias das atas do comitê e do conselho e regimento interno e regimento interno.
  2. Planejamento para a auditoria: Depois de examinar os registros essenciais, o auditor pode traçar um esboço da auditoria futura. Se necessário, um workshop de risco pode ser administrado para detectar problemas potenciais. Em seguida, o auditor deve elaborar um plano de auditoria.
  3. Organizando uma reunião de abertura: Uma vez que o plano de auditoria tenha sido preparado, o auditor pode convocar uma discussão aberta com a alta administração e o pessoal administrativo central para enunciar o escopo e a duração da auditoria. Durante essa reunião, o auditor também pode pedir aos chefes de departamento que notifiquem seus respectivos funcionários sobre possíveis entrevistas de auditoria.
  4. Administrando o trabalho de campo no local: Depois de coletar várias informações da reunião de abertura, o auditor pode finalizar o plano de auditoria e conduzir o trabalho de campo no local de acordo. O trabalho de campo deve incluir entrevistar os membros da equipe, examinar os procedimentos e políticas e verificar sua conformidade com a estrutura e os padrões estabelecidos. Além disso, o auditor pode avaliar a adequação dos controles internos e discutir os problemas potenciais, dando à organização a chance de responder.
  5. Preparando um Relatório: Uma vez concluído o trabalho de campo, o auditor pode registrar, resumir, analisar e apresentar as constatações na forma de um relatório. Os resultados podem incluir erros de cálculo, pagamentos autorizados mas não pagos, problemas de postagem e outras discrepâncias semelhantes. Além dos problemas potenciais, o comentário oficial também deve sugerir soluções adequadas.
  6. Convocando uma reunião de encerramento: Após a redação do relatório, o auditor pode marcar uma reunião de encerramento permitindo que a administração discorde ou concorde com as conclusões da auditoria. O objetivo desta reunião é discutir e resolver quaisquer questões remanescentes com o relatório de auditoria.

Vantagens da Auditoria

A auditoria oferece vários benefícios, não apenas para a organização em questão, mas também para as partes interessadas que investem. A tabela a seguir enuncia as vantagens da auditoria de forma mais clara.

Da perspectiva da organizaçãoDa perspectiva das partes interessadasOutros benefícios
1. Exposição de fraudes e erros.1. Proteção de ações e interesses.1. Estimativa da posição financeira atual.
2. Obtenção de empréstimos em bancos.2. Estimativa precisa de investimentos.2. Resolução mais rápida de demandas.
3. Avaliação precisa de passivos e ativos.3. Verificar a responsabilidade da gestão.3. Usar relatórios de auditoria como evidência nos tribunais.
4. Construir e manter uma boa reputação.4. Garantir a segurança adequada.4. Facilidade no preenchimento de declarações fiscais.
5. Obter aceitação do governo.
6. Obter recomendações sobre possíveis reformas.
7. Atualização de contas.

Desvantagens da Auditoria

Apesar de suas várias vantagens, a auditoria tem algumas limitações inerentes.

  1. A verificação completa não é viável: A auditoria envolve a verificação das demonstrações financeiras de um ano inteiro em apenas alguns dias. Consequentemente, uma avaliação detalhada não é possível.
  2. Dependência da explicação e opinião de outra pessoa: A auditoria é altamente dependente da informação, descrição e ponto de vista apresentado pelo pessoal responsável. Como a equipe responsável pode fornecer informações ou explicações falsas, os resultados da auditoria podem ser fortemente afetados.
  3. Sem divulgação de erros ou fraudes: Como a auditoria é fortemente baseada nas informações fornecidas por terceiros, há uma grande chance de que nenhum golpe ou erro seja exposto. Além disso, a organização em questão também pode adotar práticas de má-fé para verificar se o auditor apresenta um relatório favorável.
  4. Limitações intrínsecas dos relatórios financeiros: A auditoria concentra-se principalmente nas demonstrações financeiras. No entanto, as demonstrações financeiras por si só não podem dar uma visão geral dos passivos e ativos da organização.

Referências

  1. https://proformas.ljmu.ac.uk/5099KFLAF.pdf
x
2D vs 3D