O que é convenção de contabilidade? Definição, tipos, prós e contras

As diretrizes geralmente aceitas e os padrões seguidos durante o registro de transações comerciais são conhecidos como convenções contábeis. Essas convenções não são práticas legalizadas gravadas em pedra, mas são comumente seguidas ao lidar com situações que não estão claramente no âmbito das normas contábeis.

As convenções contábeis são soluções práticas para certos problemas que podem surgir na formação de demonstrações financeiras. Na ausência de diretrizes específicas para uma determinada situação, essas convenções ajudam a manter um certo grau de uniformidade.

A própria contabilidade é uma área que pode haver várias áreas cinzentas na prática. A teoria pode não estar totalmente equipada para lidar com problemas comuns que podem surgir de situações, dependendo de várias questões, como comparabilidade e confiabilidade. Nesses casos, as convenções contábeis ajudam a determinar a melhor maneira de registrar essas transações.

Pontos Básicos do Conceito

  1. As convenções contábeis são como termos mutuamente entendidos e acordados que estabelecem uniformidade em relação a como o livro de contas é mantido (como fazer o inventário).
  2. O escopo dessas convenções continua a se expandir e reduzir com o tempo. Se as diretrizes forem definidas com relação a um determinado assunto anteriormente tratado por uma convenção de contabilidade, a convenção será anulada.
  3. No entanto, as convenções também mudam e evoluem com o tempo e as mudanças na economia e incluem cada vez mais condições em seu escopo.

Tipos de convenções contábeis

  1. Convenção do Conservadorismo - Esta é uma das convenções mais básicas que se baseia na premissa de que o futuro deve ser mantido em mente. Ao estimar os ativos e registrar as transações, as perdas devem ser registradas, e não os lucros. Sempre que houver um conflito entre dois valores disponíveis, o menor deve ser contabilizado para dar margem a futuros reveses financeiros.
  2. Convenção de divulgação completa - Cada detalhe das transações financeiras deve ser esclarecido e registrado para uma interpretação precisa das demonstrações financeiras.
  3. Convenção de Consistência - Uma forma particular de contabilidade deve ser decidida no início e este é o formato que deve ser seguido ao longo. Isso mantém a uniformidade e permite uma melhor tomada de decisão.
  4. Convenção de Materialidade - Isso requer que todos os itens materiais também sejam incluídos nas contas, caso estejam envolvidos em transações.

Vantagens das convenções de contabilidade

  1. Ele garante que diferentes empresas registrem suas transações seguindo os mesmos padrões. Isso torna mais fácil para os investidores contrastar e comparar desempenhos.
  2. Por serem flexíveis e acomodatícias, as convenções contábeis mudam com o tempo para se adequar às situações.
  3. As convenções contábeis conservadoras garantem que as demonstrações financeiras sejam preparadas com os maiores detalhes. Isso torna possíveis decisões de negócios mais inteligentes, pois as convenções contábeis permitem uniformidade de representação, mesmo nas transações em que os padrões contábeis não funcionam.

Desvantagens das convenções de contabilidade

  1. Como não há diretrizes rigidamente estabelecidas, há amplo espaço para erros e manipulação de dados.
  2. Esses erros em grande escala podem causar consequências desastrosas para a economia, ocasionando inflações ou deflações.
  3. Sabe-se que falhas corporativas acontecem devido a alterações frequentes das formas de representação e a muitas premissas.

Referências

  1. https://www.jstor.org/stable/2352032?seq=4#metadata_info_tab_content
  2. https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0263237387800579
x
2D vs 3D